Printer-friendly version

Mudanças na Escritura dos Últimos Dias

Mudanças na Escritura dos Últimos Dias

Líderes SUD fizeram milhares de mudanças nas Escrituras Mórmon - Por quê?
Por:
Traduzido por:
 

Muitos não sabem que ao longo dos anos a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Igreja Mórmon) fez milhares de mudanças em suas escrituras mais importantes. Os líderes SUD acrescentaram e apagaram palavras e até manipularam revelações publicadas anteriormente, escrevendo em material novo e atribuindo-o falsamente a uma data anterior. O que se segue são exemplos de algumas das revisões mais significativas feitas para o Livro de Mórmon, Doutrina e Convênios e a Pérola de Grande Valor. Neste artigo estão links para imagens digitalizadas desses documentos históricos da década de 1830. 

"Líderes SUD acrescentaram e apagaram palavras e até manipularam revelações publicadas anteriormente, escrevendo em material novo e atribuindo-o falsamente a uma data anterior".

Mudanças no Livro de Mórmon 

De acordo com o manual de ensino da Igreja Mórmon, Princípios do Evangelho, 2009, página 47,

“Joseph Smith traduziu o Livro de Mórmon para o inglês pelo dom e poder de Deus. Ele disse que o livro era ‘o mais correto de todos os livros da Terra e a pedra fundamental de nossa religião; e que seguindo seus preceitos o homem se aproximaria mais de Deus do que seguindo os de qualquer outro livro’ (introdução do Livro de Mórmon).”

No entanto, o livro que Joseph Smith declarou ser "o mais correto de qualquer livro sobre a Terra" (History of the Church, vol. 4, p.465) foi revisto em mais de 3900 lugares. A maioria dessas mudanças foram feitas para corrigir erros ortográficos e gramaticais embaraçosos (isso será examinado em mais detalhes mais adiante neste artigo). No entanto, existem inúmeras outras mudanças que afetam os ensinamentos doutrinários do Livro de Mórmon.

Mudanças na Doutrina. Diversas passagens chave  sobre a Divindade no texto original  do livro de Mormon de 1830 foram alteradas já na edição de 1837, para refletir as mudanças na doutrina de Joseph Smith. Joseph originalmente ensinou que Jesus e o Pai eram a mesma pessoa e que Deus sempre foi Deus; mas posteriormente desenvolveu a idéia de que o Pai e o Filho eram deuses separados, cada um com um corpo tangível. Smith ensinou que tanto Deus, o Pai como Jesus haviam sido homens mortais. O que se segue são exemplos específicos da primeira edição original de 1830 Livro de Mórmon (que não tinha divisões de verso) em comparação com o texto alterado de versões recentes.

Texto Original de 1830 (tradução livre) Texto Atual, Modificado

1 Néfi 3, pag. 25 * - E disse-me: Eis que a virgem que vês é a mãe de Deus, segundo a carne.

[Ver o texto original do Livro de Mórmon de 1830.]

* O texto de 1830 não tinha divisões de verso.

1 Néfi 11:18 — E disse-me: Eis que a a virgem que vês é a mãe do Filho de Deus, segundo a carne.

1 Néfi 3, pag. 25 - E disse-me o anjo: Eis o Cordeiro de Deus, sim, o Pai Eterno!

[Ver o texto original do Livro de Mórmon de 1830.]

1 Néfi 11:21 — E disse-me o anjo: Eis o Cordeiro de Deus, sim, o  Filho do  Pai Eterno!

1 Néfi 3, pag. 26 - E olhei e vi o Cordeiro de Deus ser levado pelo povo; sim, o Deus Eterno foi a julgado pelo mundo.

[Ver o texto original do Livro de Mórmon de 1830.]

1 Néfi 11:32 — E olhei e vi o Cordeiro de Deus ser levado pelo povo; sim, o Filho do Deus Eterno foi a julgado pelo mundo.

1 Néfi 3, pag. 32 — Estes a últimos registros (...) mostrarão a todas as tribos, línguas e povos que o Cordeiro de Deus é o Pai Eterno e o Salvador do mundo

[Ver o texto original do Livro de Mórmon de 1830.]

1 Néfi 13:40 — Estes a últimos registros (...) mostrarão a todas as tribos, línguas e povos que o Cordeiro de Deus é o Filho do Pai Eterno e o Salvador do mundo

Outras Mudanças no Livro de Mórmon. Várias outras mudanças feitas também alteram o significado do texto.

Texto Original de 1830 (tradução livre) Texto Atual, Modificado

Alma 15, pag 303 - sim, sei que ele concede aos homens, sim, dá-lhes decretos inalteráveis segundo seus desejos,

[Ver o texto original do Livro de Mórmon de 1830.]

Alma 29:4 - sim, sei que ele concede aos homens, sim, dá-lhes decretos inalteráveis segundo seus desejos,

Nota: Edições de pelo menos 1840 a 1980 excluíram sem explicação as oito palavras originais yea, decreeth unto them decrees which are unalterable. Estas palavras não constam em edições do Livro de Mórmon até a década de 70. Os líderes SUD voltaram a inserir as palavras omitidas em todas as edições desde 1981.

Mosiah 9, pag. 200  ...o rei Benjamim tinha um a dom de Deus, mediante o qual podia interpretar tais gravações;

[Ver o texto original do Livro de Mórmon de 1830.]

Mosias 21:28 - ... o rei Mosias tinha um a dom de Deus, mediante o qual podia interpretar tais gravações;

Éter 1, pag. 546- ...e por esta razão o rei Benjamim guardou-as...

[Ver o texto original do Livro de Mórmon de 1830.]

Éter 4:1 - ...e por esta razão o rei Mosias guardou-as...

Nota: De acordo com a cronologia do Livro de Mórmon, o Rei Benjamim já estava morto quando esses eventos aconteceram. Aparentemente os líderes SUD mudaram o nome para Mosias para eliminar o erro.

2 Néfi 8, pag.87 - E o malvado se inclina e o grande não se humilha...

[Ver o texto original do Livro de Mórmon de 1830.]

2 Néfi 12:9 - E o malvado não se inclina e o grande não se humilha...

1 Néfi 5, pag. 52 - ...ó casa de Jacó (...)  que saiu das águas de Judá, que jura pelo nome do Senhor...

[Ver o texto original do Livro de Mórmon de 1830.]

1 Néfi 20:1 - ...ó casa de Jacó (...)  que saiu das águas de Judá, ou seja, das águas do  batismo, que jura pelo nome do Senhor...

2 Néfi 12, pag. 117 - ...e antes que se passem muitas gerações, tornar-se-ão um povo branco e agradável...

[Ver o texto original do Livro de Mórmon de 1830.]

2 Néfi 30:6 (Edição de 1840) - ...e antes que se passem muitas gerações, tornar-se-ão um povo branco, puro e agradável...

(Edições anteriores a 1981) - ...e antes que se passem muitas gerações, tornar-se-ão um povo branco e agradável...

Nota: Antes de 1978 homens de pele negra não eram autorizados a ocupar posições de autoridade do sacerdócio dentro da igreja Mórmon. Hoje as escrituras Mórmon continuam ensinando que a pele escura é uma maldição de Deus e um sinal de Seu desagrado (Ver 1 Néfi 12:23, 2 Néfi 5:21 e Alma 3: 6). Brigham Young, segundo presidente e profeta da igreja SUD, se referiu àqueles com pele escura como sendo "cursed with a sin of blackness", amaldiçoados com um pecado de negritude, expressão que se aproxima infamenete de "cursed with a skin of blackness",  amaldiçoados com uma pele negra, usando a expressão original de 2 Néfi 5:21 (Journal of Discourses, 11, p. 272).

Gramática, ortografia e alterações sintáticas. Como mencionado anteriormente, a igreja Mórmon fez muitas mudanças no Livro de Mórmon para corrigir a gramática e ortografia deficientes de Smith. Isso não deveria ter sido necessário, dada a maneira pela qual Joseph deveria ter produzido este livro. De acordo com testemunho de testemunhas oculares, Joseph Smith deu ao seu escriba um ditado palavra por palavra do que ele lera a partir de uma pedra mágica que tinha colocado em seu chapéu. (Esta pedra vidente seria mais tarde referida pelo nome do Antigo Testamento de Urim e Tumim.) O fato de que Smith simplesmente ditou as palavras que ele leu na pedra supostamente provaria que o Livro de Mórmon veio de Deus e não dele mesmo. Esta visão foi ensinada por Joseph F. Smith, o 6º Presidente da Igreja Mórmon. No sábado, 25 de fevereiro de 1881, Oliver B. Huntington registrou em seu diário:

Fui a Provo para uma Conferência de Estaca trimestral. Heard Joseph F. Smith descreveu a maneira de traduzir o Livro de Mórmon por Joseph Smith, o Profeta e Vidente, que relato a seguir,  o tanto quanto eu me recordo da substância de sua descrição. Joseph não fez a escrita nas placas de ouro na língua inglesa em seu próprio estilo de linguagem, como muitas pessoas acreditam. Mas cada palavra e cada letra foram dadas a ele pelo dom e poder de Deus. Portanto, é obra de Deus e não de Joseph Smith, e foi feito desta maneira (...) O Senhor fez cada palavra escrita como está no livro para aparecer nas pedras em curtas frases ou palavras; cada vez que Joseph pronunciava a sentença ou palavra diante dele – e o escriba a escrevesse corretamente - aquela sentença desapareceria e outra apareceria. E se houvesse uma palavra erradamente escrita ou mesmo uma letra incorreta a escrita na pedra permaneceria lá. (Journal of Oliver B. Huntington, página 168 da cópia datilografada na sociedade histórica do estado de Utá; tradução livre)

Para mais detalhes sobre este assunto e citações das testemunhas oculares, veja o artigo Tradução ou Clarividência.1

A seguir, uma amostra de erros gramaticais no texto original do Livro de Mórmon. Embora estas incorreções não afetem o significado do texto, elas revelam a origem humana do livro.

Uso incorreto da forma singular “was” do verbo “to be” no pretérito, na Edição de 1830, corrigido para a forma plural “were” em edições posteriores

"… Adam and Eve, which was our first parents …" [p. 15]

"… the bands which was upon my wrists …" [p. 49]

"… the priests was not to depend …" [p. 193]

"… they was angry with me …" [p. 248]

"… there was no wild beasts …" [p. 460]

Uso incorreto da forma singular “is” do verbo “to be” no presente, na Edição de 1830, corrigido para a forma plural “are” em edições posteriores

"… the words which is expedient …" [p. 67]

"… But great is the promises of the Lord …" [p. 85]

"… And whoredoms is an abomination …" [p. 127]

"… here is our weapons of war …" [p. 346]

Uso incorreto do artigo indefinido “a” precedendo gerúndio na Edição de 1830, omitido em edições posteriores

"… As I was a journeying …" [p. 249]

"… he found Muloki a preaching …" [p. 284

"… had been a preparing the minds …" [p. 358]

"… Moroni was a coming against them [p. 403]

Gíria ou Linguagem incorreta na Edição de 1830, posteriormente readequada em edições posteriores.

"Behold the Scriptures are before you; if ye will arrest them, it shall be to your own destruction." [p. 260]. A palavra "arrest," deter, foi corrigida para "wrest", deturpar  [Alma 13:20].

"… they were exceeding fraid …" [pp. 354, 392, 415]. A frase "exceeding fraid" foi corrigida para "exceedingly afraid" [Alma 47:2; 58:24; Helamã 4:3].

"… my soul was wrecked with eternal torment …" [p. 214]. A palavra "wrecked", destroçada, foi modificada para "racked", atormentada [Mosias 27:29].

Mudanças nas Doutrina e Convênios

A escritura mórmon chamada Doutrina e Convênios é uma série de revelações que Joseph Smith e outros profetas SUD alegaram receber diretamente de Deus. A primeira dessas revelações foi impressa no Livro dos Mandamentos, no ano de 1833. Uma compilação ampliada das revelações foi publicada dois anos depois como Doutrina e Convênios. Desde então, muitas dessas revelações foram radicalmente alteradas, com palavras e até frases inteiras apagadas. Em outros lugares, as inovações doutrinárias posteriores foram escritas em revelações anteriores para esconder as contradições flagrantes que de outra forma resultariam. Desta forma, acontecimentos que antes eram inéditos de repente se tornaram parte do registro histórico como uma revelação de Deus.

Aqui estão alguns exemplos específicos representativos de milhares de alterações:

Lido dos Mandamentos – Original de 1833 (tradução livre) Doutrina e Convênios – Versão atual

 BC 4:2, pag. 10 — E tens um dom para traduzir o livro [de Mórmon]; e ordenei-te que não afirmasses ter qualquer outro dom, porque não te concederei nenhum outro dom. [Harmony, Pensilvânia, Março de 1829]

[Ver Texto Original -  Book of Commandments]

 D&C 5:4 — E tens um dom para traduzir as placas; [e este é o primeiro dom que te conferi;] e ordenei-te que não afirmasses ter qualquer outro dom, [até que meu propósito fosse cumprido nisso;] porque não te concederei outro dom [até que isto esteja terminado].

Nota: As mudanças nessa revelação eram necessárias pois Smith já reivindicava a capacidade divina de fazer sua própria tradução da Bíblia. Mais tarde ele reivindicaria ainda o dom de traduzir papiros egípcios antigos. Contudo, as evidências não as suportam como traduções autênticas. 2

BC 28:6-7, pag. 60 — Eis que nisto há sabedoria; portanto, não vos maravilheis, porque virá a hora em que, na Terra, beberei do fruto da vide convosco e com todos aqueles que meu Pai me deu do mundo: Portanto, levantai os vossos corações e regozijai-vos, e cingi os vossos lombos, e sede fiéis até que eu venha. Amem.

[Harmony, Pensilvânia, 4 de Setembro de 1830] 

[Ver Texto Original -  Book of Commandments]

D&C 27:5ff -  Eis que nisto há sabedoria; portanto, não vos maravilheis, porque virá a hora em que, na Terra, beberei do fruto da vide convosco e com  [Morôni, a quem enviei para vos revelar o Livro de Mórmon, que contém a plenitude do meu evangelho eterno…]

[Harmony, Pensilvânia, primeira parte em Agosto de 1830, restante em Setembro de 1830]

Nota: Neste ponto da revelação são acrescentadas mais de 300 palavras sobre a restauração do sacerdócio Mórmon por meio da ordenação divina. Levando em conta que parte da revelação seja de 1830, parece que a história era conhecida  desde então. No entanto, ela não faz parte de nenhuma revelação até a edição de 1835 de Doutrina e Convênios (seção L (50) v. 2, p.180). Aparentemente, Joseph Smith e Oliver Cowdery, que estavam encarregados de editar os D & C de 1835, inseriram esse material de maneira que o conceito da restauração dos sacerdócios Aarônico e de Melquisedeque e o cargo de sumo sacerdote parecessem estar estabelecidos desde o início, isto é, parecessem terem sido dadas diretamente por Deus. A revelação conclui com mais de 130 palavras adicionais, tiradas da Bíblia e copiadas quase que literalmente de Efésios 6: 13-17. Nenhuma explicação é dada para a discrepância de datas.

[Clique aqui para ver 1835 D & C L (50) pp. 180, 181]

BC 44:26, pag. 92 - Se me  amares,  servir-me-ás e  guardarás todos os meus mandamentos. E eis que consagrarás todas as tuas propriedades, aquilo que tiveres diante de mim, com um convênio e uma promessa que não poderão ser violados. E eles serão entregues ao  bispo de minha igreja, e dois dos que ele indicar e designar para esse propósito.

[Kirtland, Ohio, Fevereiro de 1831] 

[Ver Texto Original -  Book of Commandments]

D&C 42:29-31 — Se me  amares,  servir-me-ás e  guardarás todos os meus mandamentos. E eis que [te lembrarás dos pobres e] consagrarás [de] tuas propriedades, [para sustento deles,] aquilo que tiveres para [lhes] dar, com um convênio e uma promessa que não poderão ser violados. [E se  a  deres de teus bens aos pobres, a mim o farás;] e eles serão entregues ao  bispo de minha igreja [e seus conselheiros,] dois dos élderes [ou sumos sacerdotes] que ele indicar [ou tiver indicado] e designado para esse propósito. (Fevereiro de 1831)

Nota: Por volta de 1835, quando as D&C foi impressos, Joseph Smith havia desistido da idéia do comunalismo. Por conseguinte, esta revelação foi alterada para que os Mórmons não fossem orientados por Deus para consagrar todas as suas propriedades, mas em vez disso a ênfase é deslocada para um mandamento para lembrar os pobres e dar "de sua propriedade". Além disso, no momento em que a revelação foi originalmente dada não havia escritório de "conselheiro" ou "sumo sacerdote" na igreja Mórmon, então estes também tiveram que ser adicionados à revelação retroativamente, dando uma vez mais a aparência de que esses ofícios estavam lá desde o início.

BC 9:1, pag. 22 — Agora, eis que te digo que porque entregaste tantos escritos, que tivestespoder para traduzir, nas mãos de um  homem iníquo, tu os perdeste.  E ao mesmo tempo perdeste também o teu dom..

[Harmony, Pennsylvania May 1829] 

[Ver Texto Original -  Book of Commandments]

D&C 10:1 9:1 — Agora, eis que te digo que porque entregaste tantos [esses] escritos, que [recebeste] poder para traduzir [por meio do  Urim e Tumim], nas mãos de um  homem iníquo, tu os perdeste.  E ao mesmo tempo perdeste também o teu dom, [escurecendo-se a tua mente].

Nota: Urim e Tumim, citados no Antigo Testamento como pedras da indumentária sacerdotal, não é mencionado no Livro de Mórmon nem há qualquer ligação do Urim e Tumim à tradução do Livro de Mórmon até 1833, que é quatro anos após esta revelação foi supostamente dado.

Outro exemplo de uma revelação que sofreu centenas de mudanças foi publicado pela primeira vez em The Evening & Morning Star em outubro de 1832. A revelação foi dito ter sido recebido em novembro de 1831.

[Ver Documento Original – EMSOCT 1832]

Esta revelação é agora a seção 68 das Doutrina e Convênios e contém múltiplas referências ao sacerdócio de Melquisedeque, aos sumos sacerdotes e à Primeira Presidência. Mais uma vez, a tentativa é feita para maquiar desenvolvimentos posteriores como se fossem revelações previamente dadas para torná-las adequadas à estrutura evolutiva da igreja de Smith.

[Ver Documento Original – DC1835p11]

Mudanças na Pérola de Grande Valor

Assim como nas Doutrina e Convênios, os líderes SUD alteraram também as revelações contidas na Pérola de Grande Valor.

Pérola de Grande Valor – Original de 1851
(tradução livre)
Pérola de Grande Valor – Versão Atual, Alterada

PGV – Moisés. pag. 14 - E a mulher disse: ‘A serpente a enganou-me e eu comi’. E então o Senhor disse à mulher, ‘Multiplicarei grandemente tua dor e tua concepção’

[Ver Texto Original -  Perola de Grande Valor]

PGV – Moisés 4:19-22 - E a mulher disse: A serpente a enganou-me e eu comi. E então [eu,] o Senhor [Deus,] disse à [serpente: Por teres feito isso, a maldita serás sobre todo gado e toda besta do campo; sobre teu ventre andarás e pó comerás todos os dias de tua vida; E porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente; e ele ferirá tua cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar. À] mulher [eu, o Senhor Deus, disse]: Multiplicarei grandemente tua dor e sua  tua concepção.

Nota: no original em inglês, as ocorrências do pronome possessivo “your” do original são alteradas para “thy” nas novas versões, aproximando o inglês rústico de Smith àquele do relato do Gênesis na Bíblia versão King James.

PGV – Moisés pag. 16 -  E o Senhor disse a Caim? Por que estás irado? Por que seu semblante decaiu? Se agires bem, não serás aceito? E se não fizeres o bem, o pecado jaz à porta, e Satanás deseja possuir você; e a não ser que obedeça aos meus mandamentos, eu te entregarei, e será sobre você onforme o desejo dele. 

[Ver Texto Original -  Perola de Grande Valor]

PGV – Moisés 5:22-31 -  E o Senhor disse a Caim: [Por que estás irado] e por que te decaiu o semblante? Se [bem fizeres], [serás a aceito]. E se bem não fizeres, o pecado jaz a tua porta e Satanás deseja possuir-te; e a menos que dês ouvidos a meus mandamentos, entregarte-ei, e será feito a ti, segundo seu desejo. [E tu reinarás sobre ele. Pois de agora em diante tu serás (...)  Portanto, Caim foi chamado Mestre  Maã e vangloriou-se de sua iniquidade.]

Nota: mais uma vez no original em inglês diversas modificações são feitas no texto, de grafia popular, para torná-lo semelhante ao Gênesis da Bíblia versão King James (“are you angry?” muda para “art thou wroth”,  “you do” muda para “thou doest”, “will you not be” muda para “thou shall be” etc.). Mas, o mais relevante é que foram adicionadas mais de 200 palavras a esta passagem, incluindo Caim fazendo um pacto diretamente com Satanás para ser capaz de matar seu irmão Abel.

PGV JS History, pag. 41 — Chamou-me pelo a nome e disse-me que era um mensageiro enviado a mim da presença de Deus e que seu nome era Nephi;

[Ver Texto Original -  Perola de Grande Valor]

PGV JS História, 1:33 —Chamou-me pelo a nome e disse-me que era um mensageiro enviado a mim da presença de Deus e que seu nome era Morôni;

Nota: Todas as provas indicam que esta mudança foi feita após a morte de Joseph Smith, e não pode ser considerado um erro clerical. Tanto os manuscritos para a História da Igreja, como a história impressa no jornal Times e Seasons da Igreja (da qual Joseph Smith era editor) dão o nome de personagem visitante como "Néfi".

Conclusões

O registro histórico é claro. Joseph Smith e os líderes SUD subseqüentes fizeram milhares de mudanças nas escrituras Mórmon sem documentar ou indicar essas mudanças. Isto levanta as seguintes perguntas:

  • Se, como afirma a Igreja Mórmon, as revelações originais vieram diretamente de Deus, o que justifica a adulteração documentada acima?
  • Que outras áreas da história ou da doutrina Mórmon foram omitidas ou adulteradas para manter a imagem da Igreja SUD?
  • Será que essa evidência justifica uma investigação mais aprofundada das raízes históricas e espirituais da Igreja SUD?

Se você partilha destas dúvidas, perguntas e preocupações, sinta-se livre para nos escrever usando o link de e-mail no topo desta página. 


Livro Gratuito

Por um tempo limitado, a editora está oferecendo, aos membros da Igreja SUD, uma cópia gratuita em inglês do trabalho de pesquisa intitulado Where Does It Say That?  (Onde está escrito?) Ele fornece duplicações fotográficas de fontes SUD originais muitas vezes são difíceis de obter. Essas fontes documentam o ensinamento da Igreja SUD sobre várias questões, incluindo: Adão-Deus, a poligamia, a Primeira Visão e a expiação do sangue. Clique aqui para encomendar. 

Notas

1. Os líderes Mórmons posteriores, incluindo a Autoridade Geral Brigham H. Roberts, expressaram um forte desejo de abandonar a idéia de que Joseph recebeu o texto do Livro de Mórmon diretamente de Deus. O Élder Roberts argumentou que tal visão tornava Deus responsável pelos erros gramaticais e ortográficos do original e impedia que as pessoas aceitassem Joseph Smith e o Livro de Mórmon como divinamente inspirados. Roberts escreveu:

“Essa velha teoria não pode ser mantida com sucesso; Que o Urim e Tumim fizeram a tradução, e o Profeta, nada fez além de repetir o que viu refletido naquele instrumento;  que Deus é direta ou indiretamente responsável pelos erros verbais e gramaticais da tradução. Avançar tal teoria diante de pessoas inteligentes e estudadas é desnecessariamente convidar para o ridículo, e fazerer daqueles que o defendem candidatos ao desprezo. (...) Não adianta resistir a esse problema. A velha teoria deve ser abandonada. Só poderia vir a existir e permanecer até agora – e sendo tenazmente apegada por alguns - porque nossos pais e nosso povo no passado e mesmo agora eram e são acríticos” (B. H. Roberts, Defense of the Faith, pp. 306-308. Tradução livre).

A nova teoria proposta por Roberts, e ainda hoje popular, é que Deus só deu a Smith as idéias e conceitos para o Livro de Mórmon; os quais Joseph registrou em sua linguagem e estilo gramaticalmente pobres. Animados por esta nova teoria, os líderes SUD dedicaram-se a fazer milhares de mudanças de palavras destinadas a melhorar a qualidade ea credibilidade do Livro de Mórmon.

No entanto, há um sério problema com a teoria de Joseph recebendo apenas idéias e conceitos inspirados - e em seguida, tornando-os em suas próprias palavras após muito estudo e contemplação. Não há nenhuma evidência histórica para apoiá-la. É uma teoria nascida da necessidade nas mentes dos líderes SUD décadas após os acontecimentos em tornos da revelação. Compare isto com o método de ditado palavra por palavra que extensivamente testemunhado por aqueles que estavam mais próximos de Smith, presentes durante o ato de ditar o Livro de Mórmon.

Hoje, a Igreja Mórmon dá aos potenciais convertidos uma cópia de um Livro de Mórmon corrigido e gramaticalmente sanitizado, mas ainda aponta a falta de educação de Joseph Smith como evidência de sua origem divina. O que está implícito é que Smith não poderia ter produzido tal livro sem ajuda divina. O que eles não dizem é que a pobre gramática de Smith, tão evidente na primeira edição, está agora mascarada por milhares de mudanças e correções feitas por líderes SUD muitos anos mais tarde. Como resultado, hoje não temos o Livro de Mórmon como ele veio da mão de Joseph Smith, mas sim uma versão fortemente editada por diversas mãos de líderes da Igreja SUD.

2. Clique aqui para mais informações sobre a tentativa frustrada de Smith de traduzir o egípcio. Para mais detalhes sobre as falsas revisões de Smith à Bíblia (Versão King James), veja as Revisões "inspiradas" de Joseph Smith à Bíblia King James.